logo
65 3251-1955 / 65 3251-2110

Prefeitura Municipal inicia distribuição de calcário dolomítico para correção de solos da Agricultura Familiar


Por Emerson Souza Miler

605 Acessos

Prefeitura Municipal inicia distribuição de calcário dolomítico para correção de solos da Agricultura Familiar

A Prefeitura Municipal de São José dos Quatro Marcos, através da Secretaria Municipal de Fomento Agropecuário, Indústria e Comércio (SEFAICO) realizou no dia 08 de outubro a primeira entrega de calcário doado pelo Governo de Mato Grosso, através da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SEAF/MT) na Unidade Técnica do Crédito Fundiário Santa Rosa.

Foram doadas 500 toneladas de calcário dolomítico pelo Programa MT Produtivo, via Programa Mais MT. O calcário é um fertilizante usado para realizar a correção da acidez do solo, também chamada de calagem. O corretivo pode ser classificado em cálcitico, dolomítico e magnesiano.

A distribuição do calcário para os agricultores familiares visa garantir a realização da correção dos solos, possibilitando, assim, o aumento da produtividade, da produção e a renda agropecuária das propriedades rurais.

O produto será fornecido pela empresa Calcário Império, com jazida localizada as margens da BR 70 no município de Mirassol D´Oeste-MT. O transporte do insumo agrícola está sendo feito pela Prefeitura Municipal, após contratação de serviços de empresa especializada de transporte.

A distribuição do calcário para os produtores rurais da Agricultura Familiar compõe o Programa Municipal Solo Bom, que visa promover a melhoria da fertilidade dos solos do município. Parte das 500 toneladas já foram depositados na frente da área da antiga CASEMAT.

A distribuição será realizada pela Prefeitura em parceria com as Associações Rurais e dos agricultores beneficiados das comunidades e assentamentos rurais. Para orientar a aplicação correta do insumo agrícola, a Prefeitura também está disponibilizando serviços de apoio na coleta de amostras de solo, doação de 01 (uma) análise química física de solo, recomendação de calagem e adubação. Os produtores poderão ser atendidos com até 10 toneladas.

Serão priorizados os agricultores familiares que já realizaram suas análises de solo, fornecedores do PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), horticultores feirantes e assistidos pelo projeto de ATEG em Bovinocultura de Leite e Horticultura do SENAR/MT e Unidade de Referência Tecnológica de capineiras, café, banana, abacaxi e outras a serem instaladas em parceria com a EMPAER/MT.

Ver resultado

Qual o seu nível de satisfação com essa página?